5 de mai de 2014

Resenha - Tentada

SINOPSE
Depois de tanta agitação, Zoey bem que merecia um descanso. Mas não há tréguas na Morada da Noite. Lidar com três caras ao mesmo tempo, novamente, não é um alívio para o estresse, especialmente quando um deles é um guerreiro tão sexy e tão dedicado em protegê-la, que é capaz de sentir suas próprias emoções. Aphrodite tem novas visões que alertam Zoey para ficar longe de Kalona e de seu obscuro fascínio, mas mostram também que ela será a única com poderes capazes de interromper um mal imortal. Logo se torna óbvio que Zoey não tem escolha: se ela não for ao encontro de Kalona, ele se vingará, e justamente nas pessoas que ela ama. Mas ela terá coragem para fazer o que deve ser feito, a ponto de sacrificar sua vida, seu coração e sua alma?
Descubra neste sexto livro da série HOUSE OF NIGHT.
Não sei nem o que dizer sobre Tentada.
Vou resumi-lo numa única palavra: Horrível!

Você passa o livro “Tentada” inteiro “tentando” achar a graça e o animo da bagaça, mas não consegue. Terminei de ler hoje e sinceramente fiquei com dó dos leitores que gastaram dinheiro comprando este volume – o que não é o meu caso, pois não achei o livro no sebo e li pela internet. É chato, o típico livro tapa buraco, que serve apenas para enrolar, para fazer o leitor de trouxa ao gastar dinheiro com esse troço...

Perdoem-me a revolta, e peço perdão dobrado aos fãs da série, estou revoltada com a “ruindade” desse livro e apesar de minhas palavras grosseiras, peço que me perdoem, esta é apenas a minha opinião ok!?

A estrutura deste livro é um pouco diferente dos anteriores, aqui ele se divide em pontos de vista de diferentes personagens e vai por mim, qualquer POV é mais emocionante que o da mocinha, kkkkkk. Dou o braço a torcer apenas para os últimos 5 capítulos, pois é quando fica emocionante – é uma pena que as Cast tenham esse hábito idiota de tentar salvar o livro nos capítulos finais, pois como podem ver, nesse livro não funcionou.

Nestes 5 capítulos finais, apreciei muito os momentos de Rephaim e Stevie Rae, de Heath e meu queixo foi para o chão quando meu humano preferido da série “se foi”... Da maneira mais cruel e triste possível. Ele era meio tarado e nojento às vezes, com suas cantadas otárias, mas ainda assim o achei um bom personagem... Achei bonito o clamor de sua mente, atraindo Zoey para onde ele se encontrava para mostrar a ela a verdade sobre Kalona, mas ainda assim o final do personagem foi triste demais (ele era um dos meus poucos personagens preferidos).
Opinião Final: Menos feitiçaria, tem palavrões, não tem putaria, mas é um completo tédio... Não recomendo em nenhuma hipótese, mas se quiser mesmo encarar, leia qualquer POV menos o da Zoey, e talvez você consiga terminar o livro.
←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário