8 de dez de 2014

Resenha - Thaís, A Bela do Éden

SINOPSE
"Pela milésima vez, ela retira o anel do dedo, e lê, no lado interno do fino aro de ouro, o nome ali gravado: Artur. Fita um a um os caracteres levemente inclinados daquele nome, como a esperar que lhe evoquem algo. Artur...Artur... Não é uma lembrança definida. É antes uma sensação ou... emoção. Exausta, Thaís deixa-se cair atravessada na cama, enquanto lágrimas de frustração apertam-lhe a garganta.
- Não! Não posso desistir agora. Tenho de me lembrar!"
Assim começa a história de Thaís. A jovem que, na concretização de um ideal: a obra missionária, viu-se obrigada a lutar por um amor que o tempo não pôde apagar.
É difícil achar ficção de gênero evangélico hoje em dia, pois apesar de existirem, a divulgação é sempre precária e quase nunca ficamos sabendo dos títulos existentes. Encontrei este livro na salinha de bagunça da minha tia e o peguei para ler.
Esta é a primeira crítica de livro evangélico que publico aqui no blog, mas não se espantem, hahaha; sou evangélica e gosto desse gênero de literatura também <3

Gostei bastante da história, apesar da capa não ter chamado tanto a atenção - achei feia, pois era uma edição muito antiga. A escrita é estranha, bastante formal e que exigirá certa atenção se o seu vocabulário não for tão variado, mas é um livro que realmente vale a leitura, pois a história é maravilhosa!

No princípio a história é bem monótona, uma calmaria constante. Mas quando chega na parte em que Deus começa a atuar através da jovem missionária Thaís, o enredo fica muito bom, muito emocionante... O manifestar de Deus é incrível e não pude deixar de me sentir tocada, pois apesar de ser "apenas uma ficção" eu sei que Deus pode fazer tudo aquilo descrito ali, e muitas coisas mais, se Ele quiser...

Todos os personagens, que tiveram suas vidas tocadas e mudadas por Deus através de Thaís, também é outro ponto fortíssimo do livro. É uma história mais impressionante que a outra, não dá para desgrudar os olhos.

O Romance é bonitinho. Simples, singelo, porém lindo... Gostei muito de ver a forma com que os personagens - Thaís e Artur - se portaram na história, referente a um possível namoro. Eles se sentiram atraídos como qualquer outro ser humano se sente, mas o posicionamento deles referente a isso foi o que fez a diferença, tornando-se um grande exemplo de como devemos agir e do que nós podemos esperar se soubermos confiar no agir de Deus.
Opinião final: Excelente! Vale a pena conferir... Li e gostei.
←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário