22 de fev de 2015

Resenha - Cai o Pano

SINOPSE
Hercule Poirot
O detetive Hercule Poirot, já aposentado, volta com seu amigo capitão Arthur Hasting ao cenário da primeira investigação em que trabalharam juntos: a mansão Styles, agora transformada em hotel.
Também hospedado na antiga propriedade está um misterioso assassino, responsável por cinco crimes sem relação aparente entre si. O extraordinário talento de Poirot para desvendar o intrincado processo de mentes criminosas o leva a crer que um sexto assassinato será cometido. Mas quem será a vítima?
Esta questão conduzirá o grande detetive belga no que pode ser o caso mais arriscado de sua carreira. E talvez o último.
Não tenho muito o que falar da capa. A sombra de uma janela sobre cortinas faz menção a mansão Styles, mas é uma arte bastante neutra, não chega a empolgar e nem a destoar do enredo. Portanto, não tenho muito o que comentar do quesito capa...

Li somente três livros da Agatha Christie, mas Cai o Pano foi o primeiro que encontrei escrito em primeira pessoa, ou seja, narrado pelo ponto de vista de Hasting o grande amigo de Poirot. Não que isso seja ruim, é apenas uma observação :)

Poirot e Hasting no episódio "Cai o Pano" do seriado Poirot

Achei os primeiros capítulos um pouco arrastados e até certo ponto cansativos, mas são só os primeiros, pois a partir do capítulo 9 as coisas começam a melhorar e o clima de um possível assassinato começa a rondar Styles. Considero o clímax de mediano à bom em todo o livro, com um final deveras impactante!

Andei pesquisando e descobri que Cai o Pano foi o último livro a ser protagonizado por Hercule Poirot, publicado pela autora bem no final de sua carreira (quando constatou que não poderia mais escrever). Contudo, descobri isso um pouco tarde demais e acabei tendo uma triste surpresa com o final desta aventura, que me fez chorar e me deixou com um grande vazio no peito y.y

Sim, em apenas três livros eu me apeguei a genialidade de Poirot e descobrir que este livro é na verdade o final da carreira dele como detetive, foi muito chocante! Portanto, se você está lendo Agatha Christie e pretende ler muitas outras obras dela, deixe CAI O PANO para o final.

Como eu ia dizendo: o caso em si foi de mediano à bom, não foi tão envolvente quanto O Natal de Poirot (considerado o melhor por mim até agora), mas também não é ruim a ponto de não querer lê-lo. Acredito que, o que realmente me faz dar uma nota alta para este livro, é justamente o final que me pegou super desprevenida e virou meu mundinho policial de cabeça para baixo.

Infelizmente não posso dar muitos detalhes do final sem correr o risco de dar spoiler, e apesar dos leitores do SKOOB já terem contado o final na área de resenhas, eu não pretendo estragar a surpresa para vocês ^-^

Leiam e aproveitem!
Opinião Final: História com clímax razoável, mas pelo final vale a pena ler... E chorar... E ficar com o coração doendo depois y.y
←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário