25 de fev de 2015

Resenha - O Livro das Lendas

SINOPSE
Todo ano, no Dia do Legado, os alunos de Ever After High são convidados a assinar o Livro das Lendas, comprometendo-se assim a cumprir o respectivo destino, como a nova geração de Brancas de Neve, Príncipes Encantados e Rainhas Más. Todos acreditam que deixar de assinar o livro significa que você e sua história vão desaparecer para sempre. Puf!
Raven Queen, no entanto, está em dúvida. Como ela é filha da Rainha Má, seu destino é o de dar a maçã envenenada à filha da Branca de Neve. Mas Raven tem uma certa rebeldia que a leva a uma certeza; a Maldade não faz seu estilo.
Por outro lado, a 'royal' Apple White, filha da 'Mais Bela de Todas', mal pode esperar pelo Dia do Legado! Esse será o dia em que o livro será fechado para torná-la feliz para sempre. Mas seu destino se entrelaça com o de Raven, e, se a 'rebel' Raven se rebelar e decidir não assinar o Livro das Lendas, isso poderá acarretar em um 'Happily Never After' para ambas.
O fim é apenas o início.
Livro infanto-juvenil com a capa e as cores mais encantadores que eu já vi. Quem conhece as bonecas Ever After da Matel ou já assistiu o deseinho baseado nesta coleção de bonecas, vai saber exatamente sobre o que se refere o livro.

A capa do livro é lindamente ilustrada com as personagens Raven Queen e Apple White, tudo em tom de rosa e roxo e as folhas são lindamente decoradas. Gostei muito e como diz meu pai: “fizeram um livro para a sobrinha de 10 anos e acertaram a tia”, kkkkk, e isso é a mais pura verdade.

Personagens Apple White e Raven Queen na série animada.

Minha história com Ever After High não é muito comprida, mas me orgulho em saber que tenho uma história, rsrs. Quando assisti o desenho pela primeira vez fiquei encantada! A cada novo personagem – apresentado como filho(a) de um conto de fada famoso – meus olhos brilhavam e eu logo pensei: “uau, porque não tive essa ideia antes?

E assim como o desenho, o livro é adorável.

Eu o descobri por acaso na verdade, mas me interessei imensamente, pois o desenho foi apenas uma forma de “vender bonecas” e por isso deixou uma série de lacunas nas historinhas das personagens. Tive uma grande expectativa de um enredo melhor desenvolvido no livro e para a minha alegria, fui correspondida, o enredo é adorável e muito bem explicado...

No começo, confesso que fiquei um pouco perdida com os personagens e seus nomes esquisitos, mas depois de alguns capítulos percebi que já estava familiarizada com eles (fica mais fácil quando você assiste o desenho e assimila o personagem a imagem). A história é doce, a leitura é super fácil e eu logo me vi fã de Raven Queen a filha da Rainha Má, e completamente apaixonada por Madeline Hatter a filha do Chapeleiro Maluco. Cada personagem foi muito bem construído no livro e você pode ver as particularidades de cada de acordo com a história a que pertencem, como por exemplo a filha da Cinderela que PRECISA ser pontual em seus compromissos ou suas roupas viram trapo (eu ri dessa parte, kkk).

Estão vendo!? Tem como não gostar de um livro desse?

O final não foi novidade para mim. Uma vez que você assistiu o desenho, sabe exatamente o que esperar do final, entretanto, isso não torna a história menos interessante, menos divertida ou menos empolgante... Li compulsivamente, esperando Raven Queen dizer “aquelas” impactantes palavras que ela diz no desenho e pirei quando esta parte chegou, pois o livro descreve com ainda mais riqueza de detalhes.

As partes de Madeline Hatter conversando com “a voz” também são impagáveis, kkk, achei uma ótima forma de revelar coisas importantes sem forçar a barra no enredo. E além disso ainda temos os trocadilhos encantados de Ever After, trocadilhos entre algo do mundo da fantasia e a palavra real, como por exemplo: magonífico, chá-ravilhoso e rei-feitório.
Opinião Final: Adorei, Recomendo demais, mesmo sendo categorizado como “livro de criança”... Já estou louquinha pelo segundo livro, pois como a sinopse diz: o fim é apenas o início!
←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário