7 de jan de 2016

Resenha - Estrela da Noite

SINOPSE
Certa de que Ever é responsável pela morte de Roman, Haven está determinada a destruí-la. Seu primeiro passo é separá-la de Damen, e, para isso, conta com a arma ideal: um segredo terrível sobre suas vidas passadas, que lançará uma nova luz sobre o relacionamento de Ever e Jude. Obrigada a enfrentar seus maiores medos com relação ao companheiro que escolheu para a eternidade, Ever é lançada em um combate mortal contra Haven, que poderá significar a destruição de todos. É chegado o momento de se questionar: para sobreviver, ela seria mesmo capaz de condenar Haven à escuridão de Shadowland? E será que todo o seu futuro com Damen poderia mesmo depender de uma revelação do passado?
Quinto livro da série Os Imortais, que trás uma reviravolta interessante para a série. Gostei desse livro pelo bom desenvolvimento dos personagens, a trama se manteve morna durante todo o livro, mas foi possível ver outra grande evolução em Ever...

Haven mostrou ser ainda pior do que eu imaginava, revelando uma faceta perigosa, ameaçadora e cruel, colocando a suposta "amizade" com Ever no lixo e voltando-se contra ela. Mas por outro lado, Miles se mostrou mais que um amigo fútil, mostrou ser um amigo companheiro e amoroso, subindo muito em meu conceito. Gostei muito do posicionamento dele diante da "verdade", revoltando-se de início, mas não deixando que isso atrapalhasse sua amizade com Ever.

E por falar nela, posso dizer que fiquei satisfeita com seu amadurecimento. O acontecimento em Shadowland - que a levou a este amadurecimento - também foi bem interessante e inesperado. O suposto "segredo terrível" descrito na sinopse não teve nada de terrível, foi bem bobo na verdade e apesar de gerar certos conflitos internoss em Ever, não acrescentou em quase nada na história. As gêmeas continuam sendo personagens inúteis em minha opinião, mas Damen teve uma atuação bem interessante na história, ocultando coisas de Ever que consequentemente os levaram a um desentendimento.

Gostei das cenas de Jude também. Não costumo gostar muito de triângulos amorosos, pois um dos personagens (que sempre tem uma personalidade honrável) sofre por uma mocinha que não vale nem um pão com ovo, e apesar de todos nós sabermos com quem Ever ficará no final, posso dizer com firmeza que ela não merece e nunca mereceu o excelente homem que Jude é! Espero que ele termine bem em Infinito (coisa que, por sinal, estou realmente curiosa para ver acontecer).

O final trouxe algumas coisas interessantes, mas não achei que foram tããão empolgantes como no livro anterior. Não fiquei com gostinho de quero mais, contudo, gostei do livro.
Opinião final: Regular, não tão bom quanto Chama Negra, mas também não é ruim. A trama se mantém morna durante todo o livro, não tem muitas explosões de clímax, mas Alyson também não deixou a peteca cair...
←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário