16 de abr de 2016

Resenha - Feitiço

SINOPSE
Cuidado com o que você deseja!
Você se lembra da história da Cinderela, com sua linda fada madrinha, suas irmãs feias e um príncipe encantado? Então esqueça essa história, pois nesta releitura de Sarah Pinborough ninguém é o que parece. Em um reino próximo, a realeza anuncia um baile que encontrará uma noiva para o príncipe e parece que o desejo de Cinderela irá ganhar aliados peculiares para ser realizado. Contudo, não será fácil: ela não é a aposta de sua família para esse casamento real, e sua fada madrinha precisa de um favorzinho em troca de transformar essa pobre coitada em uma diva real. Enquanto isso, parece que Lilith não está muito contente com os últimos acontecimentos e, ao mesmo tempo em que seu reino parece sucumbir ao frio, ela resolve usar sua magia para satisfazer suas vontades.
Feitiço é o segundo volume da trilogia iniciada com Veneno, um best-seller inglês clássico e moderno ao mesmo tempo em que recria as personagens mais famosas dos irmãos Grimm com personalidade forte, uma queda por aventuras e, eventualmente, uma sina por encrencas. Princesas, rainhas, reis, caçadores e criaturas da floresta: não acredite na inocência de nenhum deles!
Mais uma capa maravilhosa da trilogia Encantadas, desta vez para recontar a história de Cinderela. A escrita de Sarah continua gostosa e fácil de se acompanhar, mas diferente do primeiro livro, Feitiço tem muito mais cara de "releitura", apesar de também não ter quase nada de "adulto".

Em Feitiço, podemos encontrar um cenário parecido com o conto original da Disney, mas desta vez a sinopse faz jus ao conteúdo ao dizer que "ninguém é o que parece". A própria Cinderela, por exemplo, ao invés de ser a mocinha sofrida e de bom coração, na verdade se mostra uma mulher invejosa e muito egocêntrica, que só consegue ver a irmã adotiva como uma coisinha feia tentando ficar bonita.
Este é apenas um detalhe, é claro. Não falarei muito ou acabarei estragando a surpresa do enredo.

Os personagens são os mesmos do conto original: a madrasta, as irmãs, Cinderela, o príncipe, a fada madrinha e o cocheiro, com o acréscimo do pai de Cinderela, que nesta releitura, ainda está vivo.
Eu adorei a forma com que a autora estruturou os sentimentos e a personalidade da protagonista, mostrando a suposta princesa por um ângulo nunca visto antes e trazendo-lhe um ar bem mais real.

O erotismo ainda está presente e em minha humilde opinião, não acrescenta em nada e poderia ser retirado, pois a história se sustentaria por si só. Além disso, não vi nenhum outro fator que pudesse ser considerado "adulto" na história, o que torna a propaganda "contos de fadas também são para adultos" meio babaca. Eu realmente esperava algo mais violento, com mais sangue ou talvez com mortes, por exemplo, mas algumas ceninhas eróticas é tudo o que você vai encontrar de adulto por aqui.

No geral a história é ótima, com algumas sacadas bem legais e que vale a pena ser conferido.
Alguns leitores não gostaram do fato da autora misturar personagens de outras histórias ao conto da Cinderela, entretanto, eu achei bem legal. Está super longe de ser um Once Upon a Time, mas ainda assim é interessante ver esta mistura, como se todos vivessem no mesmo espaço-tempo, com suas histórias acontecendo simultaneamente.

O final foi meio corrido e achei que terminou do nada, mas ainda assim eu gostei de Feitiço.
Opinião Final: Bem melhor que o primeiro livro. Tem uma ligação interessante com Veneno e traz algumas coisas bem diferentes do conto da Disney. Vale a pena conferir.
←  Anterior Proxima  → Página inicial

2 comentários:

  1. Já conhecia essa saga, estou louca pra ler! Parece muito interessante!
    Adorei o blog ;*
    ~ http://morccegando.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vale a pena ler :)
      O terceiro é o melhor da trilogia, em minha opinião.
      Obrigada pela visita ;)

      Excluir