15 de abr de 2016

Resenha - Veneno

SINOPSE
Não existe "Felizes para sempre"!
Você já pensou que uma rainha má tem seus motivos para agir como tal? E que princesas podem ser extremamente mimadas? E que príncipes não são encantados e reinos distantes também têm problemas reais? Então este livro é para você! Em Veneno, a autora Sarah Pinborough reconta a história de Branca de Neve de maneira sarcástica, madura e sem rodeios. Todos os personagens que nos cativaram por anos estão lá, mas seriam eles tão tolos quanto aparentam? Acompanhe a história de Branca de Neve e seu embate com a Rainha, sua madrasta. Você vai entender por que nem todos são só bons ou maus e que talvez o que seria um final feliz pode se tornar o pior dos pesadelos!
Veneno é o primeiro livro da trilogia Encantadas, e já é um best-seller inglês. Sarah Pinborough coloca os contos de fadas de ponta-cabeça e narra histórias surpreendentes que a Disney jamais ousaria contar. Com um realismo cínico e cenas fortes, o leitor será levado a questionar, finalmente, quem são os mocinhos e quem são os vilões dos livros de fantasia!
Com uma capa maravilhosa, a trilogia Encantadas tem a proposta de recontar os contos de fadas que tanto conhecemos de uma forma mais madura e realista. Me apaixonei pela capa assim que a vi na livraria, entretanto, não o comprei por falta de dinheiro. Felizmente minha amiga Jennifer do blog Na Estante me emprestou e finalmente pude conferir a trilogia cujas capas tanto me encantaram.

Não sabia bem o que esperar de Veneno, mas depois de ler a sinopse acabei criando uma certa expectativa de uma história com final infeliz, sangue, morte ou coisas desse tipo. O conto é o clássico Branca de Neve e como a proposta de Sarah Pinborough foi fazer uma releitura da história, fiquei me perguntando se haveria alguma coisa diferente para explicar a raiva da rainha má com relação a Branca de Neve ou algo bem fora do comum...

No geral, a história não é ruim, porém, segue a linha original do conto de fada. Somente algumas coisas são diferentes, mas são coisas tão mínimas que você sequer consegue chamar de releitura. Não vi nada do que a sinopse promete no livro: houve um motivo para a rainha ser amargurada, mas não para justificar os ataques a Branca de Neve; a princesa não tinha nada de mimada, era apenas rebelde; e o príncipe continua parecendo bom, apesar dele ser a chave de um final diferenciado do conto original.

A capa tem uma frase de efeito bem chamativa: "Repense seus vilões", entretanto, não precisei repensar em nada, a rainha má continua sendo má e não vi nenhum outro personagem que merecesse ser considerado "vilão". Como falei antes, a história não é ruim de se ler, os personagens se mostraram mais reais que o conto da Disney, com defeitos e qualidades, mas esse papo de "recontar com sarcasmo e de forma madura" realmente não me convenceu..

O único ponto que não gostei na história foi o erotismo. Para um livro dito "adulto", esperei por sangue, por morte, por cenas chocantes, mas tudo o que encontrei de adulto neste livro foi erotismo. Achei essas partes bem forçadas, pareceu-me uma atitude desesperada de "amarrar" o leitor para que ele não desista da história, ou seja, o típico "leia para ver se encontra mais sexo".

Dos personagens, gostei bastante da rainha má e do caçador, ambos marcaram mais presença do que a Branca de Neve. O final foi bastante inesperado pra mim, mas confesso que minha primeira reação foi rir do que aconteceu; não tive como me conter, foi bem legal, mas eu realmente achei muito engraçado, kkk.
Opinião Final: Não achei que é tudo isso que a sinopse fala, mas ainda assim é bacaninha de se ler. Recomendo, mas já alerto para não esperar muita coisa, pois a história não se difere em quase nada da versão original do conto de fada.
←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário