1 de set de 2016

Resenha - Otelo, o Mouro de Veneza

NÃO POSSUI SINOPSE
"Este livro trás os temas amor e ciúmes. O general Otelo vive um casamento feliz com Desdêmona, mas um oficial invejoso logo arma uma intriga que desencadeia não só os ciúmes injustificados de Otelo contra sua esposa, como também um trágico final para essa história" [Descrição do Skoob]
Sou completamente suspeita para falar de Otelo, pois amo tudo nesta obra. Este não foi o primeiro livro que li em minha vida, mas foi o que realmente me inseriu ao mundo dos livros e por isso tenho um amor enoooorme por ele, por essa capa, por esse enredo e por esse autor! 📖 📖

Escrita por volta do ano de 1603, a história teatral conta a história de Otelo, general militar do reino de Veneza e um homem inteiramente devotado ao amor de sua esposa Desdêmona. Após promover seu fiel amigo Cássio ao posto de Tenente, Iago, seu alferes, o qual se achava no direito de assumir a posição, é tomado por uma inveja perversa. A partir de então, Iago passa a tramar uma forma de se vingar de Otelo.

Shakespeare é bastante famoso por suas obras trágicas e é claro que Otelo é um clássico justificador desta fama, ele conseguiu eternizar o velho mas não morto sentimento que destrói/maltrata casais até hoje, junto com a lepra chamada inveja. O general mouro é um homem forte e respeitado, vítima de preconceito racial (por ser misto de negro e nômade do deserto) e religioso, mas que não cruza os braços para as situações difíceis e por isso, não deixa seu ciúme passar despercebido.

Cássio é um homem leal a Otelo, que somente teve o azar de ser promovido para o cargo desejado por Iago. Nunca demonstrou interesse pelas coisas de seu superior e sempre foi fidedigno as suas ordens. Seguindo um caminho oposto temos Iago, o vilão, que tomado pela inveja de Otelo e pela raiva de não ter sido promovido, decide se vingar de suas inimizades usando a pessoa que menos tinha culpa em toda a história... 

Já mataram a charada?
Sim, Desdêmona. A linda esposa de Otelo e a personagem mais inocente de todo livro é a principal arma de Iago contra o general mouro. Mas apesar de tantos outros sites fazerem isso, não direi o final desta história, pois como todos os livros modernos, este clássico merece ser degustado pessoalmente!
Mensagem: O livro me fez refletir bastante sobre o poder que os sentimentos têm sobre a vida do ser humano. Iago foi guiado pela inveja e fez coisas terríveis e na sequência, Otelo se deixou ser guiado pelo ciúmes e também fez coisas abomináveis, culminando no final trágico da história... O interessante disso tudo, é perceber que tais sentimentos guiam a vida de muitas pessoas até hoje, levando-as a fazer monstruosidades com as pessoas que dizem amar. CUIDADO COM O SENTIMENTO QUE TE GUIA, não deixe a raiva, a inveja ou o ciúmes tomarem a direção de sua vida, pois tudo o que o homem planta um dia ele colhe. Então se for para plantar, que seja somente coisa boa!
Opinião Final: Amo este livro. É uma história fantástica. Vale a pena conferir!!!

←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário